13 de junho de 2015

Nikuman


Faz tempo que estava querendo fazer essa receita novamente, sim, já tentei fazer duas vezes quando estava morando no Japão, e nas duas vezes a massa ficou horrível.
E aqui no Brasil só não fiz antes porque não tinha o processador para moer a carne de porco; isso mesmo, aqui na minha cidade não "existe" carne de porco moída. Tem cidades que o açougueiro faz se você comprar a carne bovina junto, assim ele passa a carne de porco primeiro e depois passa a carne bovina para "limpar" o moedor. Mas aqui, pelo menos nos lugares onde vou, não fazem.
Pensei em comprar um mini processador, já que só queria usar para triturar a carne, mas daí vi um grande que estava em promoção e resolvi comprar, e olha, foi a melhor coisa que fiz! Pois o bichinho também mistura massa e bem rapidinho! Mas para lavar é aquelas coisas né!? rss Eu achava um Ó lavar o liquidificador, mas depois de lavar o processador ficou fichinha lavar o liqui. rss

Agora a receita; gostei muito dessa massa, cresceu bem e ficou bem elástica. Já o recheio nem tanto, ficou saborosa sim, mas não me fez lembrar dos que comprávamos nos "konbinis", lojas de conveniências do Japão. Mas depois de quase cinco anos aqui, já estou achando que não me lembro dos gostos das comidinhas de lá.
A massa é ótima, mas exige três tempos de descanso, o que deixa a receita um pouco demorada, mas vale a pena.
A receita é do site japonês Cookpad, site não, aplicativo! rss Hoje em dia tudo virou aplicativo né! Até esses dias levava o notebook pra cozinha, para seguir as receitas, agora só preciso do celular!

RECEITA: NIKUMAN (parece que em alguns lugares do Japão é Butaman)
Você vai precisar de uma balança de cozinha

Massa:
200gr de farinha de trigo
100gr de farinha para pão (usei um gran reserva, é mais fino que o normal, mas se não achar use o normal mesmo)
5gr de fermento biológico (de bolo)
5gr de fermento seco (de pão)
20 gr de açúcar
pitada de sal
90gr de água morna
90gr de leite morno
1 colher de sopa de óleo
papel manteiga
panela a vapor ou panela de bambu

Misture todos os secos e coloque no processador,  misture a água, leite e óleo e vá colocando aos poucos pela abertura da tampa já com o processador girando, rapidinho vira uma bola. Tire do processador e passe para uma vasilha, molde uma bola, se achar que precisa coloque um pouquinho de farinha.  (Sem o processador é a mesma coisa, misture os secos e vá colocando os líquidos aos poucos, e sove muito bem por pelo menos 10 ou 15 minutos.)
Tampe a vasilha com filme plástico e deixe descansar por 1 hora (eu deixei dentro do forno, desligado é claro), a massa tem que dobrar de volume.
Depois divida a massa em oito pedaços, faça bolinhas, cubra com um pano limpo e deixe crescer por mais 15 minutos.
Abra a massa com um rolo, recheie, feche. Corte oito pedaços de papel manteiga e coloque cada nikuman em cima do papelzinho, cubra novamente com o pano e deixe descansar por mais 15 minutos.
Coloque  os nikuman, com o papel mesmo, dentro da panela a vapor, já com a água fervendo, coloque um pano limpo na tampa, para que a água não caia sobre o nikuman.
O pano fica na parte de dentro da tampa, mas não encosta no nikuman.
Eu dobrei o pano ao meio, e mesmo assim ficou sobrando pano nas bordas, então coloquei em cima da tampa, para não ter perigo de pegar fogo, todo cuidado é pouco! Se usar a panela de bambu não precisa do pano.
Mesmo a minha panela sendo grande coloquei só quatro de cada vez, não quis deixar amontoados.
Cozinhe por 20 minutos.

                                clique na foto para aumentar

Recheio

200gr de carne de porco moída
100gr de broto de bambu picado
3 cogumelo shiitake seco, deixar hidratar em água morna e depois picar (colocar num recipiente pequeno e colocar pouca água, assim o caldo fica mais concentrado)
10cm de alho poró picadinho
15gr de gengibre picadinho
1 colher de sopa de molho de ostra
1 colher de sopa da água que o cogumelo shiitake ficou de molho
2 colheres de sopa de shoyu
2 colheres de chá de sake
1 colher de chá de açúcar
1/2 colher de chá de sal
1 colher de chá de óleo de gergelim
pitada de pimenta do reino

O cogumelo seco demora bastante para hidratar, mesmo com água morno demorou bem mais de uma hora, por isso hidrate bem antes de começar a fazer a massa.
Pique o alho poró e o gengibre bem pequenininho, menor do que o broto de bambu e o shiitake.
Misture todos os ingredientes e divida em oito porções. Deixe na geladeira até a hora de usar.


Coma quentinho e com karashi, uma mostarda japonesa picante.
Deu pra matar as lombrigas! :)
Ah! Lá no Japão também tem pizzaman, a mesma massa com recheio de pizza! Gostoso também, quem sabe em outro dia! ;)
Bjos

Comprando produtos do Japão

 
Uso alguns temperos orientais, e procuro sempre comprar os de origem japonesa ou chinesa, dependendo do produto.  No Brasil tem vários temperos japoneses fabricados aqui mesmo, mas sinceramente, eu não acho que são parecidos com os de lá. Aqui na cidade tem algumas lojas que vendem produtos do Japão, mesmo assim é muito limitado, tem algumas coisas que eu só encontro nos sites de produtos japoneses.
Eu compro em dois sites, no Asia Shop e no Japan Store; compro muito mais no Asia, tem mais variedade e dão desconto no frete dependendo do valor da compra.
Não estou fazendo propaganda viu!? Só estou compartilhando os lugares onde compro e nunca tive problemas.
Bjos

23 de novembro de 2014

Folhado de Salmão

Comprar peixes aqui na cidade não é tarefa muito fácil não; tudo é congelado, até nas peixarias!!
Já pesaram o peixe congelado e depois descongelado?
Eu já! Por duas vezes, e nas duas vezes fiquei chocada, pra não dizer outra coisa né!?
Na primeira vez comprei um pacote no supermercado, paguei por 1kg congelado e depois de descongelado só tinha 400gr, ou seja, paguei por 600gr de água.
Na segunda vez comprei na peixaria, pedi 4 filés de tilápia, deu 700gr congelado, depois de descongelado tinha 400gr, paguei por 300gr de água.
Depois disso nunca mais comprei e nem comprarei peixe congelado!

Faz tempo que estava querendo fazer esse prato, demorei muito! Pois é muito gostoso!

Minha opinião: O segredo para seu folhado de salmão ficar gostoso é a massa folhada! Sim, a massa folhada! Pois o salmão é gostoso de qualquer maneira não é!?
Massa folhada crocante por fora e macia por dentro, o peixe não fica seco por causa do refogado de espinafre e o requeijão.

RECEITA: FOLHADO DE SALMÃO

Massa folhada - usei da marca Massaleve
Filé de salmão sem pele
Sal, pimenta, temperos...
Espinafre refogado
Requeijão
Ovo batido

Faça o refogado de espinafre: coloque as folhas de espinafre já lavadas numa panela com água fervendo e deixe lá por uns 5 minutinhos. Escorra, deixe esfriar e depois esprema para tirar o excesso  de liquido. Refogue com alho e cebola picada, tempere com sal e pimenta. Deixe esfriar e misture o requeijão.
Tempere o salmão. Eu piquei o salmão, mas você pode usar filezinhos inteiros, e temperei com Fondor e pimenta do reino.
Corte a massa folhada no tamanho desejado, coloque o peixe e por cima dele o espinafre com requeijão.
Passe um pouco do ovo batido nas bordas para fechar, faça cortes na massa e pincele com o ovo.
Leve para assar em forno pré aquecido (180°) por 30/35 minutos, até a massa ficar dourada. Eu polvilhei um pouco de farinha na forma.

Deu pra ver que não consegui fechar a massa muito bem né!? Ficaram feios! Mas muito saborosos!!
Bjos

16 de novembro de 2014

Bolo Churros

Mais de dois anos sem postar nada e aqui estou novamente! Já naquela época não estava conseguindo postar como gostaria, depois desanimei e deixei o blog quietinho até hoje.

E volto com o Bolo Churros! Aqui na cidade tem várias lojas de bolo caseiro; teve uma época que estava viciada, toda semana comprava um bolinho, depois dei uma "maneirada"! O último que comprei foi um bolo churros, um bolo comum com cobertura de doce de leite, simples mas gostoso! Daí fui procurar na net uma receita de bolo churros e achei várias, mas senti "firmeza" em uma, que achei em dois lugares  AQUI e AQUI.

Minha opinião: O bolo é bem sequinho e bem levinho, e fazendo assim como fiz (assando em três assadeiras) ficou mais sequinho ainda, a casquinha chegou a ficar crocante. O sabor de canela fica forte, não recomendo para quem não é muito fã! Mas também não recomendo tirar a canela da receita, melhor arranjar uma outra receita de bolo!
Comer só o bolo é um pouco "sem graça", esse bolo "pede" o doce de leite! De preferência um bemmmm gostoso!

RECEITA: BOLO CHURROS
xícara de 200ml

3 ovos - claras e gemas separadas
3 colheres de margarina
1 xícara de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de leite - usei mais duas colheres de sopa, achei que a massa precisava
1/2 xícara de canela em pó - coloquei só uma colher de sopa
1 colher de sopa de fermento em pó
Doce de leite para o recheio e cobertura - usei 600 gr

Bata as claras em neve e reserve.
Bata as gemas, a margarina e o açúcar até virar um creme esbranquiçado; depois acrescente alternadamente a farinha e o leite, bata bem.
Acrescente a canela e depois o fermento, misturei com uma colher.
Ainda com a colher acrescente as claras em neve e misture delicadamente.
Coloque numa forma untada e enfarinhada e leve para assar em forno pré aquecido (180°) por aproximadamente 35 minutos, faça o teste do palito, se sair limpo o bolo está pronto.
Recomendo colocar papel manteiga no fundo da forma, que facilita tirar o bolo.
Espere esfriar para desenformar.
Fatie o bolo e recheie com doce de leite. Se quiser polvilhe o bolo com açúcar misturado com canela.

Como fiz em três forminhas não precisei fatiar, ficou um bolo pequeno, ideal para minha família de dois! rss
E como mencionei, o doce de leite tem que ser gostoso! Eu usei  La Serenissima, doce de leite argentino, muito saboroso, que encontramos no supermercado Extra, mas não é sempre que tem não!
 
Espero não ter deixado nenhuma dúvida em relação à receita!
Bjos

18 de junho de 2012

Pastel de Batata - パリパリチーズポテト


Eu achei que nunca mais fosse usar o marcador "Dicas para quem está no Japão", fiquei muito feliz em poder usar novamente, mesmo não morando mais lá.

A dica não é muito saudável, rss, mas é muito gostosa!

Quem mora no Japão já provou esse pastelzinho?
Eu adorava, é um pastelzinho crocante recheado com purê de batata, queijo e milho, e vem junto um sal temperado que é muito gostoso, para polvilhar depois de fritos. 

Fiquei com vontade de comer , daí comprei massa de pastel; claro que não ficou igual, mas deu para matar a vontade. Ficou faltando aquele salzinho temperado, mas não se pode ter tudo! rss

Fiz duas vezes, na segunda vez coloquei presunto e achei que ficou mais gostoso. 

Pastel de Batata - パリパリチーズポテト 

Discos de massa para pastel (10 cm de diâmetro) - não use disco maior, pois um pastel grande pode ficar um pouco enjoativo
Purê de batata (frio)
Milho verde
Queijo prato
Presunto (opcional)

Misture o milho com o purê de batatas, pegue um punhadinho de purê e envolva com um pedacinho de queijo prato e de presunto, coloque no meio da massa, umedeça as bordas e feche com um garfo.
Frite em óleo quente até dourar.

O queijo prato usei 1/4  (1 fatia deu para usar em 4 pastéis)
O presunto, que era maior que o queijo, usei 1/6  (1 fatia deu para usar em 6 pastéis)

Para fazer 35 pasteizinhos usei +- 2 batatas médias para fazer o purê, temperei com sal e um pouco de manteiga. 
Usei 1/2 lata de milho verde.



Beijinhos e até logo!

23 de maio de 2012

Bolo de Laranja Super Fofinho - Receita Amiga

Oi gentem, esses dias passamos um "nervoso" básico, maridão teve que ir ao médico fazer uns exames, o médico achava que poderia ser pedra nos rins ou algum tipo de infecção; graças a Deus não era nem um nem outro. Mas até saber o resultado ficamos nos remoendo, o exame demorou mais de uma semana para ficar pronto, e isso deu asas à imaginação...muito desgastante; mas agora está tudo bem, bola pra frente!

A receita desse bolo de laranja eu peguei da Akemi, já disse pra ela que só vai dar receita dela aqui no Blog, rss, a Akemi é muito querida, mas não é por isso que faço as receitas que ela apresenta, é porque as receitas são realmente maravilhosas.

Eu sempre gostei muito daquele bolo que leva a laranja inteira, é mais pesado e tal, e tem sabor e aroma bem marcado.

Esse bolo de laranja é super leve, super fofinho e tem sabor e aroma bem discreto. Nem acreditei que eu é que tinha feito rss. O bolo some na boca de tão leve. E depois de provar esse bolo já não sei dizer se gosto do outro rss!

Tô preguiçosa!! "Roubei" o texto da Akemi.

Eu usei xícara de 200ml e não fiz a calda. E coloquei raspas de laranja na massa.

Bolo de Laranja  

* xícara medida de 240ml

Massa
4 ovos
2 xícaras de açúcar (usei 1½ xícara)
½ xícara de óleo (usei canola)
1 xícara de suco de laranja coado
2 xícaras de farinha de trigo peneirada
1 colher (sopa) de fermento em pó

Na batedeira, bater as claras em neve. Sempre batendo, adicione o açúcar aos poucos. Em seguida, coloque as gemas, uma por uma, batendo bem a cada adição. Bata bastante até ficar esbranquiçado (uns 2 minutos). Incorpore o óleo em fio e o suco de laranja. Em velocidade baixa, vá colocando a farinha às colheradas, pulverizando. Raspe as laterais da tigela e bata muito bem. Por fim, coloque o fermento em pó e bata rapidamente. Despeje a massa numa forma de buraco no meio de 24cm bem untada e enfarinhada. Dê algumas batidinhas no fundo da forma e leve para assar em forno preaquecido a 200˚C por cerca de 35 a 40 minutos ou até ficar bem corado. Faça o teste do palito. Tire do forno e espere amornar uns 10 minutos para desenformar. Enquanto isso prepare a calda.


1 xícara de suco de laranja coado

1 xícara de açúcar (usei ¾ xícara)
casca de 1 laranja cortada em tirinhas (tente cortar sem a parte branca)

Coloque tudo numa panelinha e misture. Leve ao fogo forte e deixe ferver. Vá retirando a espuma branca que aparecer na superfície e deixe apurar até engrossar levemente. Tire do fogo e despeje quente mesmo sobre o bolo.

Eu olho pra essa foto e minha barriga ronca rss...

Beijinhos e até logo!

2 de maio de 2012

Alfajorcitos de almidón de maíz con dulce de leche

Aqui faz calor o ano inteiro! Mentira rs, um exagero falar assim! Faz calor sim, muito calor aliás; mas faz um pouco de frio também. E ele chega assim, sem avisar, um dia você está com sua roupa de verão e no outro dia caçando desesperadamente um casaco para te aquecer. Segunda-feira passei um frio desgraçado aqui na loja, trouxe um casaquinho e vim de sapatilhas, achando que iria esquentar ao longo do dia...quase congelei rs. 
Daí hoje, vim preparada, casaquinho mais grosso e botas; e o dia parece que vai ser agradável, tem muito sol e deve esquentar um pouco.
Aqui é assim, de manhã a gente sai embrulhada de casa, depois passa o dia inteiro carregando o casaco na mão e se arrependendo de ter colocado tanta roupa, mas quando a noite cai colocamos o casaco novamente e agradecemos estarmos embrulhada! rss

Dias desses achei um site de culinária da Argentina, mostrei para meu marido e ele disse que a senhora do site apresentava um programa na TV quando ele morava lá. 
Daí aproveitou e pediu para fazer alfajor de almidón,rs.

Eu já tenho uma receita de alfajor de amido de milho, e é muito parecida com essa, mas o modo de fazer da Maru é diferente, resultando um alfajor mais areado, que deixa a massa macia e leve. 

Alfajor de almidón
  
200 gr de farinha de trigo
300 gr de amido de milho
1/2 colher de chá de bicarbonato
2 colheres de chá de fermento em pó
200 gr de manteiga - usei margarina sem sal
150 gr de açúcar
3 gemas
1 colher de chá de conhaque - não tinha, usei whisky
1 colher de chá de essência de baunilha
raspas de 1 limão


Recheio:
Doce de leite
Coco ralado

Misture a farinha de trigo, o amido de milho, o bicarbonato e o fermento em pó. Reserve.
Na batedeira junte a manteiga com o açúcar e bata até esbranquiçar, junte as gemas, uma de cada vez, batendo bem depois de cada adição.
Depois junte o conhaque, a essência de baunilha e as raspas de limão, bata mais um pouquinho.

Desligue a batedeira e junte a mistura da farinha, aos poucos, depois passe a massa para uma bancada polvilhada com amido de milho e sove bem, até ficar uma massa lisa.
Divida a massa em vários pedaços, assim fica mais fácil para abrir. Polvilhe amido de milho na bancada e com o rolo abra a massa e corte discos de 3cm, com um cortador próprio ou outro utensilio, como xícara de café ou um copo pequeno.

Coloque numa assadeira coberta com papel manteiga e leve para assar até dourar, forno pré aquecido, 180 graus, +-15 minutos. Fique cuidando, pois assa muito rápido e pode passar do ponto
Deixe esfriar e una com doce de leite, depois passe as laterais no coco ralado.


Beijinhos e até logo!